Chuva deixa Aricanduva em estado de alerta

As fortes chuvas que atingem a capital paulista na tarde desta quarta-feira (16) fizeram o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) decretar estado de alerta para enchentes em bairros da Zona Leste às 15h55. Há alagamentos em diversas regiões da cidade, como o Anhangabaú, e, na região da Avenida Pompéia e no elevado Costa e Silva, na Zona Oeste.

Entraram em estado de alerta as regiões de Itaquera, Aricanduva, Vila Formosa e São Mateus. Por volta das 16h39, havia 30 pontos de alagamentos ativos da cidade.

Também chovia forte na região do ABC, em São Caetano do Sul, Diadema e São Bernardo do Campo. De acordo com previsão dos meteorologistas, as áreas de instabilidades devem continuar atuando sobre a cidade de São Paulo e a chuva persiste durante a noite.

Início da tarde
Mais cedo, às 14h35, a Defesa Civil do município decretou estado de atenção para o risco de enchentes nas regiões de Perus, Pirituba, Jaraguá, Freguesia do Ó, bairro da Lapa, Butantã e Campo Limpo. O dono do restaurante Consulado Mineiro, Helvecio Carneiro, conta que cabos de energia elétrica se romperam com a queda de galhos e produziram faíscas. Às 16h30, a região já havia sido interditada para reparos.

Após atualização do CGE às 15h55, apenas a Zona Leste permaneceu em estado de atenção, com alguns de seus bairros em estado de alerta.

Na quinta-feira (17), as áreas de instabilidade começa a se afastar, porém ainda há chances de chover. O céu continua nublado e as temperaturas variam entre 18ºC e 26ºC.

Veja pontos de alagamento ativos às 16h39:

– Av. Ordem e Progresso, na altura da Praça Del Amoroso Neto, na Casa Verde
– Av. Antonio Munhoz Bonilha, sentido centro, na altura da Av. Nossa Senhora do Ó, na região da Freguesia do Ó
– Av. Cruzeiro do Sul, em ambos os sentidos, na altura do número 500
– Rua Manoel Dutra, sentido único, na altura da Praça 14 Bis
– Viaduto Presidente Arthur da Costa e Silva, ambos os sentidos, na altura da Alameda Glete
– Av. Mercúrio, na altura da Rua da Cantareira, no Centro
– Rua João Jacinto, em ambos os sentidos, na altura da Rua João Teodoro
– Av. Eusébio Matoso, sentido bairro, altura da Praça Jorge de Lima
– Túnel Max Feffer, no sentido centro, na altura da Praça Luís Carlos Paraná
– Av. Jorge João Saad, no sentido Francisco Morato, na altura da Avenida Professor Francisco Morato
– Avenida Alvarenga, sentido bairro, na altura da Av. Afrânio Peixoto
– Av. Sumaré, sentido Limão, altura da Praça Marrey Junior
– Avenida Pompeia, ambos os sentidos, na altura da Av. Francisco Matarazzo
– Rua Turiassú, sentido bairro, altura da Praça Marrey Junior
– Rua Pascoal Martins, na altura da Av. Marques de São Vicente
– Rua Cavatton, na altura da Rua Hugo D’Antola, na subprefeitura da Lapa.
– Rua Venancio Aires, na altura da Rua Raul Pompéia, na Lapa.
– Marginal Pinheiros, sentido Castello Branco, na Ponte Engenheiro Roberto Zuccolo
– Rua Itália, ambos os sentidos, na altura da Rua Escócia
– Rua Manilha, ambos os sentidos, na altura da Rua Astarte
– Av. Pres Wilson, no sentido centro
– Av. Celso Garcia, na altura da Rua Saldanha Marinho
– Rua Frei Bertoldo, na altura da Rua Airton Pretini, na Mooca
– Avenida Alcântara Machado, sentido bairro, na altura do viaduto Guadalajara
– Viaduto Antonio de Lagarroiti Jr., em São Mateus.
– Viaduto Frederico Eduardo Mayr, sentido único, sentido Av. Maria Coelho Aguiar
– Rua Tamoios, sentido centro, altura Rua Sebastião Paes
– Ponte João Dias, no sentido bairro, via expressa Marginal Pinheiros

Aeroportos
O aeroporto de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, chegou a ficar totalmente fechado durante 20 minutos por causa da chuva forte na tarde desta quarta-feira (16). O terminal ficou interditado entre 15h08 e 15h28. Antes desse horário, o aeroporto fechou para pousos das 13h30 às 13h48. Os aviões não puderam decolar por 10 minutos, entre 13h36 e 13h46.

Já no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, o aeroporto operava em condições visuais.

Fonte: G1




Deixe seu comentário