Seguro pode pagar prejuízo de carro parado em enchente no Aricanduva

Sem seguro e precisando do carro para trabalhar, o azulejista Florisvaldo de Souza desmontava seu próprio Gol 86 na manhã de anteontem, no Bairro Aricanduva.

“Moro aqui há 30 anos. Estava trabalhando em um apartamento e não percebi que o tempo estava fechando. Fiquei bem no meio da enchente”, disse. É a segunda vez que o mesmo carro acaba inundado.

Na sexta-feira à tarde, depois do temporal que atingiu principalmente a zona leste da capital, dezenas de carros ficaram boiando bem ao lado do rio Aricanduva.

Mesmo com o motor atingido –mas Souza não ligou o motor durante a cheia, o que pode diminuir um pouco o prejuízo–, o azulejista diz que é possível a recuperação.

Quem passa pela mesma situação de Souza, pode recorrer ao seguro, se o carro estiver sob proteção.

Hoje, as seguradoras costumam pagar o conserto de carros alagados, mesmo para seguros básicos contra roubo, colisão e incêndio.

Se o prejuízo não for muito grande, usar o seguro pode ser mais caro. Uma franquia de um carro novo ou seminovo deve ser maior que o custo para limpar todo o veículo.

Em São Paulo, existem várias empresas que oferecem um serviço de higienização exclusivo para carros alagados. O custo da limpeza, para um carro atingido até o teto, sai por volta dos R$ 500.

Fonte: Folha de S. Paulo




Sem respostas

  1. Pingback: Tweets that mention Notícias do bairro Aricanduva » Seguro pode pagar prejuízo de carro parado em enchente no Aricanduva -- Topsy.com 10 de janeiro de 2011

Deixe seu comentário