Preço da gasolina é mais baixo na região da Vila Aricanduva, afirma pesquisa

Em setembro, o motorista paulistano que optou pelo etanol pagou 1,27% a mais na hora de abastecer seu veículo. O combustível fechou o mês cotado a R$ 1,92/l, em média, e ainda não é vantajoso para proprietários de veículos flex. Já o preço da gasolina se manteve, e é encontrado, em média, por R$ 2,71/l. Esse foi o resultado da última pesquisa realizada pelo Índice de Preços Ticket Car (IPTC).

O levantamento também mostrou as regiões que valem a pena abastecer. O litro mais caro do derivado da cana-de-açúcar, está na Zona Oeste, no Jardim América e na Barra Funda, em média por R$ 2,12/l, já o do derivado do petróleo, em média, está R$ 3,19/l, no Jardim Europa, Zona Sul. Os combustíveis mais em conta estão nos postos do bairro de Aricanduva, Zona Leste, por R$ 2,48/l a gasolina e R$ 1,73/l o etanol.

Com as variações, o litro do etanol passa a custar R$ 1,92; gasolina, R$ 2,71; diesel, R$ 1,99; e biodiesel, R$ 1,99. O valor do m³ do GNV está cotado a R$ 1,4.

Para quem tem veículo flex, a dica é fazer uma conta simples na hora de abastecer. “Divida o preço do etanol pelo da gasolina. Resultados inferiores ou até 70% dão vantagem para o combustível vegetal, mais que isso o derivado do petróleo é a melhor opção”, explica Eduardo Lopes, coordenador de Produto do Ticket Car. “Vale a pena lembrar que mesmo nos casos de vantagem econômica para a gasolina, o etanol é sempre ecologicamente mais indicado”, completa.

Fonte: Portal JB




Deixe seu comentário