No Aricanduva, custo da cesta básica sobe em novembro, mostra Fipe

O preço da cesta básica  vendida na cidade de São Paulo subiu nas seis regiões pesquisadas em novembro, de acordo com levantamento mensal divulgado nesta sexta-feira (2) pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas).

Em média, o preço do conjunto de produtos na capital ficou 0,94% mais caro no mês passado, na comparação com outubro, passando de R$ 288,13 para R$ 290,84 no período. No acumulado dos últimos 12 meses, a cesta ficou 6,49% mais cara, enquanto que no acumulado deste ano, o aumento é de 5,02%.

Análise por região
Ainda segundo a Fipe, entre outubro e novembro, a região que apresentou a maior alta no preço foi a zona Leste I (Moóca, Belém, Tatuapé etc.), com expansão de 1,54%. No décimo primeiro mês do ano, o preço da cesta nesta região ficou em R$ 288,14.

Já a zona Leste II (guia Aricanduva, bairro Itaquera, guia do Itaim Paulista etc.) aparece com o segundo maior aumento no período, de 1,20%. O conjunto na região saiu por R$ 282,63. Na sequência, a zona Sul I (Itaim Bibi, Saúde, Ipiranga etc.) apresentou crescimento de 0,91%, com os preços chegando a R$ 305,01 em novembro.

Na zona Oeste (Morumbi, Pinheiros, Sé etc.), por sua vez, a cesta básica ficou 0,81% mais cara, passando de R$ 295,00 em outubro, para R$ 297,38 em novembro. Na Sul II (Capão Redondo, Cidade Dutra, Grajaú etc.), o aumento foi de 0,61%, com preços em R$ 280,64.

A região que apresentou a menor alta no preço foi a zona Norte (Brasilândia, Bom Retiro,Tucuruvi etc.), com crescimento de 0,59%, com os preços chegando a R$ 291,26, em novembro.

Fonte: InfoMoney




Deixe seu comentário