Chuva diminui e Aricanduva sai do estado de atenção após duas horas

A chuva que atingia São Paulo desde o início da tarde deste sábado (8) perdeu força e, após pouco mais de duas horas, o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) tirou a cidade do estado de atenção para alagamentos, por volta das 17h. A escala usada pelo órgão da prefeitura passa por observação, atenção, alerta e alerta máximo.

Devido às chuvas, algumas vias da capital paulista chegaram a ficar intransitáveis –a Radial Leste e a avenida Celso Garcia, no Brás. No fim da tarde, havia quatro pontos de alagamento na cidade, porém, todos transitáveis, segundo o CGE.

A chuva também fez com que o aeroporto de Congonhas, na zona sul, ficasse fechado para pousos e decolagens por cerca de 30 minutos, por volta das 15h30. Em Guarulhos (Grande São Paulo), o aeroporto internacional funcionou normalmente.

As regiões onde mais choveu hoje foi em Ribeirão dos Couros, onde foi registrado índice pluviométrico de 68,8 mm (cada milímetro equivale a um litro de água por metro quadrado). Na região da avenida Aricanduva, onde o córrego transbordou nesta sexta-feira (7), choveu o equivalente a 27,1 mm, ainda segundo CGE.

A previsão do órgão é que novas pancadas de chuva atinjam a capital paulista entre e a noite deste sábado e a madrugada deste domingo (9).

Tragédia

As chuvas que atingiram a capital na tarde de sexta-feira (7) provocaram a morte de uma pessoa no Jardim Tietê, também na zona leste, quando um depósito desabou. Outras duas ficaram feridas.

Vários pontos da capital alagaram. Carros e ônibus foram cercados pelas águas e populares resgataram motoristas ilhados em meio à correnteza.

Fonte: R7




Deixe seu comentário