Chuva causou estragos em Aricanduva

A cidade de São Paulo registrava na tarde desta terça-feira, feriado de Natal, 193 semáforos com problemas, segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Na noite de segunda-feira, um forte temporal que atingiu a capital paulista. Apesar dos problemas, não há pontos de lentidão.

Dos semáforos, 116 estavam completamente apagados ´´outros 77 permaneciam no amarelo piscante. De acordo com a companhia, os maiores registros de falhas estavam na zona leste, na região do Ipiranga (zona sul) e no centro de São Paulo.

Ainda havia 43 registros de queda de árvores, segundo o sistema de monitoramento da CET.

Por volta das 15h50, o maior número de quedas de árvores, em que há interdição da via, estavam na zona leste da capital.

Na Mooca, na rua Padre Raposo, na altura do número 600, próximo a avenida Paes de Barros, uma árvore de grande porte caiu e bloqueia duas faixas no sentido bairro. No bairro do Ipiranga, no cruzamento das ruas do Manifesto com Xavier Curado, uma árvore de grande porte caiu na noite de ontem, por volta das 20h50, e interdita a rua do Manifesto, sentido centro.

Outra árvore de médio porte tombou na pista expressa da marginal Tietê, sentido Castello Branco, 500 metros após a ponte Aricanduva, também na zona leste.

Na zona norte, uma árvore de médio porte, caiu na avenida Guilherme Cotching, na altura do número 587, e ocupa a faixa da esquerda, no sentido centro, desde às 2h10.

Segundo a CET, todas as subprefeituras foram acionadas para realizar a poda e a retirada das árvores.

Temporal

Na noite de ontem, a circulação dos trens da linha 11-coral da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) foi interrompida entre a estação Corinthians-Itaquera e Estação Tatuapé, em ambos os sentidos devido a queda de um raio que teria atingido o sistema de energia do sistema.

Grande parte da cidade ficou em estado de atenção para alagamentos durante entre 19h e 20h50.

O aeroporto de Congonhas, na zona sul de São Paulo, ficou fechado para pousos e decolagens entre 20h e 20h24, segundo a Infraero.

Fonte: Jornal A Tribuna




Deixe seu comentário