Aricanduva não está mais em estado de atenção

O CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) decretou fim do estado de atenção para as regiões norte, oeste, sul, central, sudeste e marginais Tietê e Pinheiros às 15h40 desta quinta-feira (20). Pancadas de chuva atingiram a capital paulista durante a tarde e provocacaram pontos de alagamento.

Às 16h50, o órgão ainda registrava oito pontos alagados. Apenas um era considerado intransitável, na rua Romão Gomes, altura da avenida Valdemar Ferreira, Butantã, zona oeste de São Paulo. Veja os demais:

Zona oeste

Marginal Pinheiros, na altura da ponte Engenheiro Ary Torres

Rua São Bonifácio, na altura da ponte Engenheiro Roberto Rossi Zuccolo

Avenida Presidente Castello Branco, na altura da Nicolas Boer

Zona sul

Ponte Nova Morumbi

Centro

Avenida São João, na altura da alameda Glete

Praça da Bandeira, na altura do parque Anhangabaú

Zona norte

Avenida Otaviano Alves de Lima, na altura da ponte Julio de Mesquista


Trânsito

Com a chuva, aumentou o congestionamento na capital. Às 15h50, a CET registrava 26 km de lentidão em toda a cidade. Ainda assim, o índice estava dentro da média esperada para o horário.

A via mais congestionada  era a marginal Tietê, com 3,7 km de fila no sentido Ayrton Senna da pista expressa, da rua Azurita até a ponte Casa Verde. Na marginal Pinheiros, havia 2 km de congestionamento no sentido Castello Branco.

A avenida Paulista era a terceira via mais congestionada da cidade às 15h50, com 2 km de lentidão. O motorista encontrava morosidade da avenida Brigadeiro Luis Antônio até o acesso da Rebouças, no sentido Paraíso.

Efetivo CET

A partir do momento que o estado de atenção foi decretado, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) aumentou o efetivo de sua equipe. Agentes foram deslocados para monitorar os principais corredores de trânsito e locais com maior possibilidade de alagamentos, como a marginal Tietê e a Pinheiros, o vale do Anhangabaú e os entornos dos rios Tamanduateí, Aricanduva, Ipiranga e Pirajussara.

Fonte: R7




Deixe seu comentário