Aricanduva está entre os bairros mais verticalizados de SP

A região de Perdizes, na zona oeste da capital paulista, concentra 22% dos condomínios residenciais da cidade de São Paulo, segundo levantamento da administradora Lello. Fazem parte dessa região os bairros: Jaguaré, Vila Leopoldina, Alto de Pinheiros, parte de Pinheiros, Vila Madalena, Barra Funda, Santa Cecília e Higienópolis.

A segunda região com mais prédios da capital é a dos Jardins, com 19,9% do total, seguido por Moema, com 13,9%. Em quarto lugar, com 13,6% dos prédios da capital, fica a região da Vila Mariana, seguida pelas áreas de Santana, com 9,7%, Morumbi, com 7,6%, e Tatuapé, com 6,7%. A região da Mooca concentra 6,2% dos condomínios residenciais da capital.

“A tendência de crescimento vertical permanece, especialmente na região da Mooca e do Tatuapé, que ainda deverão passar por profundas transformações imobiliária nos próximos anos, levando cada vez mais paulistanos a morarem em condomínios de apartamentos”, afirma Angélica Delgado Arbex, gerente da Lello Condomínios.

Para o levantamento, a administradora considerou a seguinte divisão geográfica da cidade:

Jardins – Jardim Paulista, Jardim Paulistano, Jardim América, Jardim Europa, Cerqueira César, Bela Vista, parte de Pinheiros e do Itaim.

Morumbi – Panamby, Vila Sônia e Vila Andrade

Moema – Campo Belo, Ibirapuera, Vila Nova Conceição, Santo Amaro e parte do Itaim.

Perdizes – Jaguaré, Vila Leopoldina, Alto de Pinheiros, parte de Pinheiros, Vila Madalena, Barra Funda, Santa Cecília, Higienópolis.

Tatuapé – Vila Carrão, Vila Formosa, Penha, Vila Matilde, Aricanduva e Sapopemba.

Santana – Vila Guilherme, Freguesia do Ó, Limão, Casa Verde, Vila Maria, Vila Medeiros, Jaçanã, Mandaqui e Tremembé

Vila Mariana – Liberdade, Cambuci, Saúde, Cursino, Jabaquara e parte do Ipiranga.

Mooca – Pari, Brás, Belém, Vila Prudente, Sacomã e parte do Ipiranga.

Fonte: Portal Exame




Deixe seu comentário