Alckmin promete reformulações em DETRANS Interlagos e Aricanduva em 120 dias

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) assinou, nesta quinta-feira (17), o decreto que transfere o comando do Detran em São Paulo da SSP (Secretaria de Segurança Pública) para a Secretaria de Estados de Gestão Pública. Segundo o governador, essa mudança será importante para o usuário, que passará a ter acesso aos serviços oferecidos pelo órgão de forma mais ágil.

Alckmim citou como exemplo de agilidade o que ocorrerá no caso de motoristas que pretendem retirar sua primeira CNH (Carteira Nacional de Habilitação) definitiva. Segundo ele, atualmente, o motorista precisa ir de três a quatro vezes no Ciretran ou posto do Detran para conseguir retirar o documento. Com a nova gestão, pelo novo processo, o usuário poderá informar via internet que o prazo de sua carteira provisório já terminou, emitir boleto e pagar a taxa e receber a carteira definitiva em casa.

Durante o evento de assinatura, no Palácio dos Bandeirantes (zona sul de são Paulo), o secretário de Gestão, Julio Semeghini, disse também que haverá uma reformulação do site do Detran para que o usuário possa ter, via internet, serviços como pedido de emissão de segunda via do documento e solicitação de carteira internacional de motorista. Ao todo, serão reformulados 30 serviços prestados à população (entre serviços de internet e presenciais).

Policiais O período de transição do Detran de uma secretaria para outra deve durar 120 dias. Nesse tempo, haverá a troca de informações entre as pastas, com um grupo da SSP ainda trabalhando dentro do Detran. Passados os 120 dias, serão liberados 1.349 policiais – entre eles, cerca de 360 delegados – para as atividades de segurança pública.

Para assumir os novos cargos no Detran, o secretário informou que será feita uma seleção entre os funcionários que já trabalham para o Estado, que poderão ter uma espécie de bônus no salário. Para os 250 cargos de comando da instituição, o governo deve recrutar funcionários públicos com diploma de ensino superior. Semeghini citou como exemplo o caso de professores que estão fora das escolas: eles poderão ser realocados para essas funções de chefia.

Questionado se a mudança vai acabar com os despachantes do Detran, que exercem um papel de intermediário entre a instituição e a população, o secretário disse que não acredita no fim do cargo, mas “com certeza” a população passará a ter o acesso direto ao serviço.

Aumento de orçamento

Com a mudança de pastas e as alterações que terão que ser feitas dentro do Detran para melhorar o serviço prestado à população, o governo afirma que será necessário o incremento de R$ 70 milhões no orçamento da instituição, que atualmente é de R$ 302 milhões.

Ainda de acordo com o secretário, os primeiros postos do Detran que estarão preparados para a nova forma de atendimento serão os e Interlagos (zona sul) e o Aricanduva (zona leste), que ainda deve ser construído. Até o fim do ano, o posto da Armênia (região central) também estará adaptado.

Fraudes

Com relação a possíveis fraudes, o governador Geraldo Alckmin disse que, com os serviços podendo ser acessados via internet, deverá ocorrer uma maior transparência e as fraudes devem diminuir consequentemente. Ele citou a mudança na relação CFCs (responsáveis pelo ensino teórico de direção), que passarão a ser avaliados e a população terá acesso a uma espécie de índice de aprovação dessas instituições para poder escolher em qual delas deseja fazer o curso.

Fonte: O Estado de S. Paulo




Deixe seu comentário